Ayra Consultoria

Teste MBTI: o que é e como pode ser aplicado no cotidiano da empresa

O que é o teste MBTI?

O teste MBTI é um questionário que identifica, dentre as 16 personalidades dispostas, em qual delas o seu perfil mais se encaixa. Dessa forma, ele é feito com base em mais de 50 perguntas que trabalham em torno de quatro pontos: introversão – extroversão, sensação – intuição, pensamento – sentimento e julgamento – percepção. A partir das respostas, ele fornece uma porcentagem relativa aos pontos citados acima, apontando sempre para um dos extremos. 

O teste foi criado por Katharine Cook Briggs e Isabel Briggs Myers. Elas se inspiraram na teoria dos tipos psicológicos, do psiquiatra Carl Gustav Jung. A intenção das duas era trazer para o público o entendimento sobre os diferentes quesitos que compõem as personalidades de uma forma acessível e de fácil compreensão. Além disso, elas queriam desenvolver uma ferramenta que as ajudasse na alocação de funcionários nos cargos certos. Assim, o teste MBTI, que foi criado logo após a Segunda Guerra Mundial, é mundialmente conhecido e utilizado até hoje. 

As perguntas desenvolvidas abordam temas dos mais diversos. Dessa forma, analisam a forma como uma pessoa se porta em público, como é sua organização pessoal, a maneira como ela imagina seu futuro, entre outros fatores. Devido a essa diversidade, a avaliação é considerada uma das mais confiáveis. Sua credibilidade é globalmente reconhecida, tornado-a uma ferramenta real para conhecer melhor seus funcionários. 

Por isso, ela pode ser aplicada de diversas formas, mas quase sempre tem a mesma função: conhecer um pouco mais a fundo a pessoa que está realizando o teste, a fim de entender como suas características podem influenciar no seu trabalho. Muito utilizado pelo departamento de Gestão de Pessoas ou Recursos Humanos para seleção e recrutamento, além de perfilamento no geral. Devido à sua grande acuracidade, é possível alocar pessoas em cargos de liderança, mediação de conflitos, entre outros. 

Quais são os perfis expostos pelo teste MBTI? 

Os perfis são divididos em quatro áreas. São elas: analistas, diplomatas, sentinelas e exploradores. Cada um desses âmbitos tem suas características principais. Os analistas têm como atributos a intuição e o pensamento. Enquanto isso, os diplomatas têm a mesma intuição mais o sentimento. Por outro lado, os sentinelas têm a sensação e o julgamento como base. Por último, os exploradores têm o mesmo traço da sensação, mas a percepção como segundo pilar. 

Afinal, o que essas características significam?

Em primeiro lugar, pessoas com o traço da sensação mais aflorado tendem a focar na praticidade das coisas, vivem a vida como ela é de fato. Elas prestam atenção em detalhes e seguem as regras estabelecidas. São pessoas focadas no que está presente e é concreto. Em contrapartida, personalidades com intuição como polo preponderante percebem o mundo como um vasto espaço de possibilidades, são mais idealistas, sonham e inovam mais. Por isso, enxergam as coisas de forma mais abstrata e subjetiva.

Pessoas julgadoras tomam decisões com base na exatidão, objetividade. São organizados e levam as experiências como base. Já o traço da percepção leva mais em consideração a curiosidade e flexibilidade. Elas tendem a não gostar de tomar decisões porque sentem que estão abrindo mão de oportunidades. As personalidades que tem o pensamento mais influente focam nas verdades, buscam tratar as pessoas de forma igualitária. São justos e objetivos. Enquanto isso, quando o sentimento se manifesta mais intensamente a visão seguida é muito mais subjetiva e personalizada. Isso faz com que pessoas sentimentais caminhem mais pra estrada da equidade. 

O quarto aspecto, que é variável nas quatro áreas citadas acima é o da dicotomia de extroversão e introversão. O primeiro se alimenta da energia do mundo exterior, sempre querem estar com outras pessoas e geralmente é mais relaxado e acessível. Se opondo a isso, as pessoas introvertidas se alimentam do mundo interior, são mais discretos. Gostam de pensar em silêncio e individualmente. 

Como o teste MBTI ajuda no cotidiano da empresa?

A partir do entendimento dessas divisões e áreas, é possível traçar características-chave para um determinado cargo, por exemplo. Esse teste facilita e torna mais eficiente a alocação de pessoas nesses cargos, otimizando o trabalho e trazendo à tona pontos positivos de cada funcionário. 

Por último, é importante frisar que, por ser um teste percentual, ele segue uma régua variável. Isso significa que é possível que uma pessoa viaje de um espectro para o outro, além de alterar, também, o grau de presença de cada característica em sua personalidade.

Gostou do teste MBTI e quer entender mais como aplicar essa e outras ferramentas podem melhorar o desempenho e satisfação dos funcionários? Entre em contato com a gente e agende uma reunião gratuita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *