Ayra Consultoria

Como um bom planejamento estratégico pode ajudar na abertura de uma franquia

Abrir um negócio do zero demanda tempo e esforço. É preciso analisar bem quais serão seus objetivos, qual o produto ou serviço será prestado, seu público-alvo, entre outras preocupações. Mas você já pensou em, ao invés de investir em um novo negócio, abrir uma franquia? Se a resposta for sim, então esse é lugar perfeito para você entender sobre o mercado e planejar suas estratégias!

Se você tem interesse em tirar sua ideia do papel e abrir seu próprio negócio, confira nossa postagem sobre a ferramenta Canvas

Caso você pense que investir em uma franquia é algo fácil, sinto em informar que está enganado. Mas fique calmo! Daremos dicas e estratégias fundamentais que te auxiliarão nesse processo. Tendo em mente essas informações, você conseguirá tirar de letra!

 

COMO COMEÇAR?

O ponto inicial é planejar suas estratégias, com o fim de melhorar um empreendimento específico. O planejamento consiste no desenvolvimento do mapa que guiará a empresa para atingir metas e objetivos, indicando as melhores oportunidades e dificuldades do negócio, além do mercado em que deseja atuar.

Em outras palavras, é possível nortear uma empresa a alcançar certo objetivo pré-determinado como, por exemplo, aumentar o Market Share, atingir uma maior eficiência funcional e, até mesmo, uma expansão.

Quando se trata de franquias, um planejamento estratégico adequado e de qualidade, de fato abre portas para o sucesso dessas expansões. É preciso definir como você estará no futuro, o alinhamento entre os funcionários da empresa e quais os objetivos a curto e longo prazo.

Ou seja, esse planejamento é indispensável, uma vez que uma franquia sem objetivos alinhados por todo o empreendimento e sem a atenção necessária tem uma grande chance dessa expansão não obter o sucesso desejado.

 

Para você que está iniciando, essas 5 dicas farão diferença na abertura da sua franquia:

 

1 – CONHEÇA O MERCADO DA SUA FRANQUIA

Antes de qualquer coisa, é muito importante conhecer sobre o mercado em que você atuará.  Segundo o site da Exame, em 2016, os setores que mais cresceram foram: saúde, beleza e bem-estar, serviços automotivos, moda e alimentação.

Além disso, opte por um segmento que você tenha conhecimento e goste, pois assim ficará mais fácil de trabalhar, entender qual seu público-alvo, mapear suas vantagens e desvantagens.

Uma maneira simples de fazer isso é através da ferramenta SWOT. Você pode aprender mais sobre ela clicando aqui.

 

2 – INVESTIMENTO FINANCEIRO

Investir em uma franquia requer dinheiro e é um risco, visto que o retorno é demorado e o contrato possui um prazo determinado. Dessa forma, você deverá ter certeza de que esse investimento será benéfico.

Para isso, procure calcular a capacidade de investimento, analisar a lucratividade, custos e capital de giro. Nesses casos, a melhor opção é realizar uma análise de viabilidade econômica.

 

3 – ENTENDA A PARTE JURÍDICA

Ao entrar na rede, o franqueador deverá apresentar a Circular de Oferta de Franquia (COF). A COF é um documento que traz as leis das franquias, com informações sobre o histórico, finanças, investimentos e condições gerais do negócio.

É sempre bom ficar atento se o franqueador apresentou essas informações de forma correta, para não correr o risco de investir em um negócio que seja prejudicial para sua saúde financeira.

 

4 – CONVERSE COM QUEM JÁ ESTÁ NO MEIO QUE SE ENCONTRA SUA FRANQUIA

Uma forma eficiente de conhecer o mercado e também saber se está tomando as atitudes corretas é conversar com que já está no meio de franquias. Por isso, procure tirar suas dúvidas com pessoas das seguintes áreas:

  • Franqueados e Ex-franqueados: Conversar com eles fará com que saiba como é o funcionamento de um negócio real, se suas expectativas foram supridas e se estão tendo ou tiveram lucratividade.
  • Participantes de alguma rede: Analisar seus concorrentes também ajudará a entender o mercado, ver quais são seus diferenciais e dificuldades.  Conversar com eles fará com que retire informações preciosas.
  • Parceiros e Fornecedores: Busque saber quais são os parceiros e fornecedores da franquia que você deseja abrir, isso fará que tenha mais clareza e informações, evitando que faça um má negócio.

5 – IDENTIDADE ORGANIZACIONAL

Após abrir a franquia é fundamental que uma boa identidade organizacional seja garantida, pois auxiliará na execução dos objetivos, alinhamento da empresa e principalmente a seguir. Outro ponto importante é que, por tratar-se de uma franquia, há uma identidade em comum a ser seguida.

Garantir que os processos e identidade visual sejam iguais aos demais negócios da rede trará credibilidade e aumentará a possibilidade do franqueador renovar o contrato.

 

Como dito anteriormente, abrir uma franquia não é uma tarefa fácil. Para evitar deixar algum detalhe passar em branco, errar uma avaliação e perder dinheiro, procure sempre a ajuda de um profissional. Quer uma consultoria especializada para a abertura do seu negócio? Entre em contato com a gente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *