Ayra Consultoria

empresa exponencial

Saiba como tornar sua empresa exponencial

Já ouviu falar sobre esse termo? Podemos garantir que já teve contato com alguma empresa ou organização exponencial, inclusive, muito provavelmente chegou até aqui por meio de uma. Ao longo deste texto vamos descobrir o que é, quais as suas características e como tornar uma empresa exponencial. Para isso, passaremos por todos os onze atributos que caracterizam essas empresas.

Mas afinal, o que é uma empresa exponencial?

Por definição, uma empresa exponencial, “É aquela cujo impacto ou resultado é desproporcionalmente grande, pelo menos dez vezes maior, comparado ao de seus pares, devido ao uso de novas técnicas organizacionais que alavancam as tecnologias aceleradas”.

Resumindo, são empresas que usam das tecnologias da informação para transferir suas operações do meio físico para o mundo digital e sob demanda. Essa é uma tendência dos negócios no mundo atual, uso de informações e dados para alavancar e exponencializar a atuação das empresas.

Não entendeu? Tudo bem, vamos citar um exemplo dos muitos existentes sobre empresas de caráter exponencial.

Instagram

O Instagram é um ótimo exemplo. Provavelmente você conheceu ou pelo menos ouviu falar de uma empresa chamada Kodak, uma gigante do mundo da fotografia. Ela inventou uma série de produtos ligados a essa área, chegou a ter quase 100% das vendas de filmes fotográficos no Estados Unidos, além de milhares de funcionários espalhados pelo mundo.

Entretanto, a empresa não acompanhou as novas tendências de mercado, e mesmo com todas as patentes, em 2012, a empresa pediu falência. No mesmo ano, o Instagram, com 13 funcionários e 3 anos de existência, foi comprado pelo Facebook por um bilhão de dólares.

Hoje, a Kodak ainda atua, mas com uma proporção muito menor do que antes. O Facebook, atualmente vale 70 bilhões de dólares, e a Kodak 1 bilhão. Os valores só comprovam como a empresa não conseguiu acompanhar as tendências tecnológicas e disruptivas do mundo atual. Já o Instagram exponencializou suas atividades através do uso dessas tecnologias.

Airbnb

Outro ótimo Exemplo é a Airbnb, empresa de hospedagem que com doze anos de existência já possui seu valor de mercado maior do que redes hoteleiras centenárias como a Hilton, detalhe, isso tudo sem ter se quer um imóvel. Isso mesmo! Uma das maiores empresas de hospedagem não tem imóveis. Como isso é possível?

Simplesmente aplicando atributos exponenciais. Vamos ver como são eles.

1 – Propósito Transformador Massivo (PTM)

Uma característica muito presente nas empresas exponenciais é o seu propósito transformador massivo, que é uma frase curta, similar a missão de uma empresa. Entretanto, o PTM vai muito além, chega a ser algo aspiracional, que atinge tanto os funcionários e líderes, quanto os clientes. Tornando ideais, uma cultura na empresa.

Vamos ao exemplo:

Google – “Organizar a informação do mundo.”

Essa frase nos diz o Propósito da empresa existir, o que ela busca transformar massivamente. Essa frase guia todos os líderes e funcionários da empresa, além de deixar bem claro para todos os clientes o que a empresa faz e busca fazer.

Resumindo

O PTM é um norte para as ações da empresa, elas devem estar sempre satisfazendo essa frase. Ele deve responder as seguintes perguntas.

Por que a empresa existe?

Por que fazer o que fazemos?

Isso cria uma cultura na empresa, fazendo com que todos os envolvidos se inspirem e caminhem juntos em direção a este propósito.

Os próximos cinco atributos, visam a interação com características externas que a empresa deve buscar, chamados de atributos SCALE:

  • Staff sob demanda
  • Comunidade
  • Algoritmos
  • ativos aLavancados
  • Engajamento

2 – Staff sob demanda

Esse atributo, como o próprio nome já diz, é quando a empresa busca trabalhadores para alguma demanda específica, onde contratar definitivamente alguém ou alocar um funcionário da empresa para a função tomaria tempo, dinheiro e produtividade.

Esse atributo é especialmente importante para gerar velocidade, funcionalidade e flexibilidade no mundo de constantes transformações em que vivemos. Muitas vezes uma empresa contrata alguém para fazer uma determinada função, que em pouco tempo já deixa de fazer sentido, pois o mundo hoje evolui de maneira exponencial. As tecnologias, tendências de consumo, tudo isso está em rápida evolução, e é necessário que as empresas acompanhem esse movimento. Para isso, quando for possível, contrate sob demanda, para serviços específicos e por um valor específico pelo trabalho efetuado. Assim, também é favorável para a equipe fixa da empresa, que cria vínculos mais fortes e pode focar em melhorar as atividades principais da empresa.

Exemplo do uso de Staff sob demanda:

O aplicativo Gigwalk é um caso claro de staff sob demanda. O aplicativo conecta uma empresa que tem alguma tarefa a ser executada e pessoas que querem ganhar um dinheirinho extra. Se a P&G, por exemplo, lança um produto, e quer saber como esse produto está sendo exposto nas prateleiras dos supermercados, ela lança a tarefa e qualquer um cadastrado pode ir ao mercado mais próximo e enviar as informações pedidas para ganhar alguns trocados. Esse é só um exemplo de como o staff sob demanda pode ser usado.

3 – Comunidade

O novo perfil de consumidor que encontramos hoje é o consumidor que exige interação e engajamento com a marca. Muitas marcas atualmente possuem uma legião de fãs, que muitas vezes nem consomem o produto, mas mesmo assim fazem apologia a ele, o que é excelente para qualquer marca, uma vez que todas essas pessoas envolvidas com uma empresa, dos usuários comuns até os fãs, são a comunidade dela.

Tenha em mente, que a comunidade vai além de meros consumidores. Delas, é possível sair novos produtos. Sim, os usuários da sua empresa podem criar produtos, e é importante que façam isso. Contudo, é preciso que a empresa crie um ambiente favorável para isso, sempre engajando com essa comunidade, por exemplo, fazendo eventos, concursos e criando plataformas para gerar interação entre todos da comunidade. Isso tudo abrirá espaço para Feedbacks rápidos, teste de produtos e principalmente novas ideias.

Exemplo:

Existem empresas que vivem de comunidade, a Vandal é um exemplo disso. Essa é uma marca de camisas em que qualquer um pode criar estampas e modelos de camisa, podendo comprá-la e pedir comissão da venda do modelo para outros clientes, pois a camisa fica exposta no site para a venda e qualquer um pode comprar, ou seja a comunidade usufrui e cria os produtos da empresa.

4 – Algoritmos

Um algoritmo nada mais é do que um conjunto de diretrizes dadas para a resolução de uma tarefa. O Google, por exemplo, possui um algoritmo que já lhe rendeu bilhões e bilhões de dólares, simplesmente ranqueando as páginas da web por número de clicks. Algo muito simples, mas que traz um resultado excepcional. Os Algoritmos são usados para diversas tarefas; recomendações de vídeos do Youtube, detecção de fraudes em cartões de crédito, abertura de contas, entre muitas outras. A implementação de algum algoritmo pode colaborar muito para a exponencialização de uma empresa.

5 – Ativos Alavancados

Dificilmente comprar algum ativo para sua empresa é mais vantajoso financeiramente do que alugar. Além de não precisar fazer grandes investimentos iniciais para adquiri-lo, muitas vezes também passa a responsabilidade de manutenção para outra pessoa. Busque sempre que possível a alavancagem de suas operações através de ativos terceirizados. Vamos ver um exemplo perfeito disso:

Uber            

A Uber, é o exemplo ideal de alavancagem de ativos. A empresa, tem como seu principal ativo de operação (carros), sendo de terceiros. A Uber não tem ativos, todos os carros utilizados, não pertencem à empresa. Esse é um dos maiores exemplos de alavancagem de ativos que uma empresa pode ter.

6 – Engajamento

Como já citado acima, é muito importante que empresas exponenciais tenham uma comunidade ao seu redor, mas além disso, é importante engajar essa comunidade. Exemplos de como fazer isso são sorteios, concursos, milhas aéreas e cartões de fidelidade. Não importa como, mas a empresa deve sempre buscar as pessoas nas quais seus objetivos vão ao encontro da empresa e interagir com elas a fim de criar vínculos. O lado social é muito valorizado pelo consumidor atual, o chamado consumidor 4.0.

Gamificação 

Uma forma mais inovadora de engajamento utilizada atualmente nas empresas é a gamificação. Esta tem como objetivo usar a competitividade inerente ao ser humano a favor da empresa. Criar jogos, competições que visem a interação com a marca. Como exemplo disto, podemos citar a Domino’s, que criou um jogo chamado Pizza Hero, funcionando da seguinte forma; o jogador teria que fazer pizzas de forma rápida e ordenada, sendo que no final, poderia encomendar uma pizza que tenha criado.

Agora vamos analisar os cinco atributos do ambiente interno de uma empresa exponencial, também chamados de atributos IDEAS. São eles:

  • Interfaces;
  • Dashboards;
  • Experimentação;
  • Autonomia;
  • Tecnologias S

7 – Interfaces

As Interfaces são os processos de filtragem que ligam o meio externo ao interno da empresa exponencial. São responsáveis por automatizar o encontro entre a empresa e as pessoas certas na hora certa. É como se fosse um “Tinder”, em que o match é entre a empresa e sua comunidade.

Google AdWords

O Google AdWords é um bom exemplo disso, essa ferramenta do Google faz exatamente isso por meio de anúncios feitos para as pessoas certas na hora certa, ou seja, para pessoas que tenham o perfil de consumidor da sua empresa, bem como estejam precisando do produto ou serviço que sua empresa fornece. O AdWords faz exatamente a interface entre o meio externo e a sua empresa.

8 – Dashboards

Atualmente, há quem diga que a informação é o novo petróleo. Portanto, assim como é importante ter o controle da estocagem do petróleo, com os dados não é diferente. É essencial que os dados sobre a empresa e seus clientes sejam armazenados e controlados a todo momento. É para isso que servem os dashboards, são neles que os dados relevantes para a empresa devem estar, de forma organizada e acessível a todos, a fim de que o acompanhamento possa ser feito com simplicidade. Em resumo, os Dashboards são painéis que apresentam de forma mais visível os dados e indicadores de desempenho da empresa. Esses dados que formam os dashboards devem estar sempre atualizados.

Power BI

O Power BI é um programa da Microsoft, assim como o Excel e o Word. Entretanto, a finalidade dele é produzir dashboards. Esse programa com certeza pode ser muito útil para sua empresa, se você ainda não faz um controle de dados ou faz de forma um tanto quanto desordenada.

9 – Experimentação

Existe uma frase de um famoso estatístico chamado William E. Deming que dizia: “Nada resultará de uma ideia se você só fala sobre ela.” Nada mais justo que essa frase para falar sobre experimentação. Uma empresa exponencial deve ter muitas ideias, como novos produtos e inovações internas e externa. As ideias devem vir tanto de dentro da empresa quanto de sua comunidade. Além disso é muito importante que haja essa interação e que todos sejam estimulados a levantar boas ideias. A prova disso foi uma política criada pela Amazon. A empresa criou o que Jeff Bezos, CEO da Amazon, chama de “O sim institucional”, ela funciona assim: Se algum subordinado levar alguma ideia a um diretor, a resposta deve ser sim, ou o diretor deve escrever uma tese de duas páginas explicando o porquê da negação.

Mas com todas essas ideias criadas, é necessário que a empresa teste e esteja sempre experimentando essas ideias o mais rápido possível, para também falhar o mais rápido possível. Isso mesmo, quem falha primeiro, corrige primeiro, logo sai na frente de todos se a ideia for realmente boa. Então, incentive ideias e esteja sempre as experimentando, pois assim, não ficará somente falando sobre elas como dizia William E. Deming.

10 – Autonomia

Quando falamos em autonomia de uma empresa exponencial, falamos em equipes auto-organizadas e que operam com uma autoridade descentralizada. Estas são mais ágeis devido a retirada de muitas burocracias hierárquicas que, muitas vezes atrasa os processos eficientes em razão da liberdade para o autogerenciamento. Além disso, aumentam o grau de responsabilidade dos funcionários com a empresa, pois há depositada uma enorme confiança no trabalho de cada um.

Entretanto, para tudo isso se concretizar, existem duas características que não podem faltar:

Seleção – Deve-se investir bastante na seleção de funcionários. Não se pode escolher qualquer um para assumir um cargo na sua empresa. Deve ser muito bem analisado se o perfil da pessoa, se os objetivos dela vão ao encontro dos da empresa. Existe uma cultura de que tudo se resolve com treinamento, por isso se gasta muito dinheiro com treinamento em empresas, esquecendo da importância de selecionar devidamente seus funcionários. Exemplo disso é a Zappos, uma marca da Amazon, que em seu processo seletivo oferece quantias em dinheiro para quem desistir, eliminando aqueles que não estão ali pelos ideais da empresa.

Cultura – Sem uma cultura organizacional forte, não há como implementar a autonomia. Todos dentro da empresa devem possuir um forte sentimento de pertencimento, devem seguir o mesmo propósito da empresa.  Isso porque é gerado uma responsabilidade de trabalhar todos os dias a fim de alcançar os objetivos dela, mesmo sem alguém cobrando o que a pessoa deve ou não fazer. Para criar uma cultura organizacional, é necessário que a empresa tenha bem claro seus ideais, propósitos e objetivos e que esteja reforçando constantemente eles entre seus funcionários.

11 – Tecnologias Sociais

Cada vez mais as empresas buscam tecnologias sociais para serem usadas internamente. Estas são tecnologias que visam introduzir confiança, conexão, engajamento e transparência entre todos dentro de uma empresa. Uso de ferramentas como Google Drive, Dropbox, Trello, Skype, e até mesmo redes sociais como WhatsApp e Linkedin. Todas essas tecnologias criam uma interação conjunta, o que melhora desde relacionamentos pessoais até gerenciamento e fluxos de atividades, sincronizando toda a empresa, permitindo decisões mais rápidas.

Como vou implementar todos esses atributos na minha empresa?

Não necessariamente você precisa implementar todos os atributos. Longe disso, a maioria das empresas exponenciais não adotam todos. Muitas vezes apenas quatro ou cinco já são suficientes para gerar um crescimento de 10 vezes na sua empresa.

O importante é começar já. Por isso, comece a tentar introduzir alguns desses atributos, porque com certeza algum deles se encaixa facilmente em sua empresa. Estamos vivendo em um mundo onde tudo muda muito rápido, novas tecnologias surgem a todo momento e novas empresas desbancam antigas já estabelecidas. Por isso é preciso estar sempre atento às mudanças, tentando antecipá-las o quanto antes em sua empresa. A velocidade em que as empresas agem hoje é crucial para sua sobrevivência amanhã, por isso que mudanças exponenciais como as que presenciamos, exigem empresas exponenciais. Clique aqui para medir quão exponencial sua empresa é.

Conclusão

Essas foram algumas dicas para tornar seu negócio exponencial.  Continue acompanhando as nossas redes sociais para acompanhar matérias como essaEntre em contato com a gente e veja a melhor solução para começar o seu negócio.

Para acessar outros conteúdos como esse, confira a nossa aba de Modelo de Negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *