Ayra Consultoria

empreender

6 coisas que você deve saber antes de empreender

Saber o momento exato para empreender é umas das perguntas mais valiosas para qualquer pessoa. Quem nunca teve uma ideia e quis colocá-la em prática, mas não sabia se era o momento certo? Ou até mesmo já recebeu aquela proposta quase que irrecusável, mas, no final, declinou por não ter certeza? Não há uma fórmula secreta de como iniciar o seu negócio, mas, nesse texto, explicaremos melhor quais são as informações que você deve saber antes de começar a empreender e deixar seu novo negócio cada vez mais seguro.

Vejas as 6 coisas que você deve saber antes de empreender

1- Resolva um problema existente

Antes de tudo, o primeiro passo é saber se o seu produto ou serviço entrará no mercado para curar ou atacar um problema de alguém. Esse é um passo que pode parecer simples, mas que muitos empresários acabam pulando. Muitas empresas com ótimos produtos fecham porque não existe um problema que as pessoas querem resolver. Para isso, uma simples pergunta que você deve fazer ao iniciar a sua ideia é: “A minha empresa resolve uma real demanda do mercado?” Em um primeiro momento, a tendência é que realmente se acredite que sim. Contudo, há sempre que validar com o mercado consumidor, seja através de uma pesquisa de mercado ou grupo focal. O importante é confirmar a existência real do problema que o meu produto se encaixa. Em outras palavras, se o meu produto possui um público.

Esse primeiro passo é tão importante que cerca de 42% das startups hoje no Brasil acabam quebrando pela falta de necessidade de mercado. Ou seja, uma boa ideia, dinheiro a investir e alta tecnologia não necessariamente convertem em um sucesso no modelo de negócio da sua empresa, quando não se enxerga uma real demanda do mercado para que o sua marca exista de fato.

2- Entenda o seu nicho de mercado

A partir do momento que você tem uma solução, o passo seguinte é estudar como é o mercado que você irá se inserir. O que isso quer dizer? Se você está disposto a posicionar a sua empresa no ramo da alimentação, é fundamental entender como ele funciona baseado em dados estatísticos. Como por exemplo, buscar entender quem são os players do mercado, o nível de crescimento nos últimos anos, a perspectiva nos próximos. Enfim, dados que embasem e te deixem cada vez mais seguro e ciente do nicho que você está se inserindo.

Outro fator essencial de entender o mercado é saber quem são os seus concorrentes diretos e indiretos. A ferramenta da curva de valor ajuda nesse quesito, uma vez que você elenca seus atuais e potenciais concorrentes e define alguns parâmetros relevantes de comparação, como qualidade, atendimento e preço. A partir disso, com base na percepção do consumidor, você atribui notas para esses critérios visando analisar a atual visão do mercado. Nesse sentido, você, empreendedor, introduz estrategicamente o seu produto de modo que ele possua um diferencial e finalmente se insira no Oceano Azul.

3- Tenha os sócios certos

Saber distinguir família de negócios é base de qualquer empreendimento. Apesar de ser simples, muitos empreendedores iniciam com irmãos uma empresa e depois não conseguem separar as relações empresariais das familiares. E isso resulta em problemas, por muita das vezes irreparáveis e desgastantes pro não separarem as contas profissionais dos pessoais.

Grande parte das empresas dão certo, principalmente, pela equipe que faz parte dela. Quanto mais diverso o perfil da empresa, melhor é, pois o crescimento é constante. De forma genérica, é importante ter uma pessoa do perfil comunicador, que represente a empresa em apresentações importantes e que saiba vender o produto para o público. Outro perfil é o artístico, que tem como característica uma pessoa que seja atenta aos detalhes e tenha domínio das artes visuais. Complementando com o estudioso, que analisa frequentemente os números e aprende todos os dias e, com o perfil tecnológico que agrega o time com o raciocínio logico e atualizado das novas tendências do mercado.

Além disso, o empreendedor deve entender sobre os processos primários da empresa, mas reconhecer que não deve realizar todos sozinhos. É fundamental a confiança na equipe e saber delegar as funções de modo que consiga destacar tempo para a parte estratégica da empresa, definindo objetivos, metas e estreitando relacionamento com clientes e parceiros.

Quem é o seu cliente?

Após entender qual seu produto, definir quem é o seu cliente é essencial para o seu sucesso como empreendedor. Qual o gênero do seu consumidor? Qual a faixa etária? Onde ele está tanto fisicamente quanto nas redes sociais? O que ele gosta? Essas são algumas perguntas que são importantes para conhecer o seu público e, a partir disso, traçar estratégias para atingi-lo da melhor forma possível. Um exemplo prático é saber desde coisas mais simples como quais as redes sociais que ele mais frequente para que assim você esteja presente nelas quanto coisas mais complexas como simular a jornada de compra do cliente. Com essas informações você consegue criar um tom de voz adequado para os seus clientes e, no mesmo sentido, conseguir introduzir algumas perguntas cruciais no processo de qualificação do lead em potencial consumidor da marca.

Outro ponto para quem estar iniciando no mercado é a dificuldade de captar cliente. Esse é um ponto que atinge não só novos negócios, mas empresas consolidadas no mercado como um todo, mas, para o empreendedor, uma dica importante é criar uma fase gratuita do seu produto. Com qual intuito fazer isso? Quando você não tem tanta bagagem de mercado nem cases de sucessos famosos, a tendência é que o público não conheça e não se interesse pela sua marca. Contudo, ao criar um facilitador, que no caso é similar a uma amostra grátis, você consegue cativar o possível cliente a experimentar o produto. Como resultado, você possibilita que mais pessoas venham a conhecer a marca, se tornem consumidores e, além disso, indiquem para outras pessoas. Nessa perspectiva, também é válido para coleta de feedbacks desses clientes, uma vez que seu produto também pode estar em fase de testes.

4- Entenda qual o retorno financeiro do seu negócio

A partir do momento que você tem em mente que a sua ideia resolve uma demanda do mercado e possui um público-alvo, é a hora de saber o quanto ela vai render financeiramente. Ou seja, quanto ela te dará de lucro e, se sim, em quanto tempo. Para isso, é de extrema importância saber dados de investimento inicial como custos de implementação, compra de equipamentos ou reforma de um espaço, caso exista. Além disso, antes de começar a empreender é importante ter em mente alguns indicadores financeiros como a taxa de retorno (payback) e VPL (valor presente líquido) que mostrarão projeções de retorno e darão mais segurança no investimento que será feito.

5- Decida baseado em dados

Qualquer pessoa que deseja empreender necessita tomar suas decisões baseadas em dados. Essa talvez seja a dica mais simples de todas. Ao tomar qualquer atitude, busque analisar os dados, sejam eles plural do mercado, como taxa de crescimento, sejam eles internos de seus colaboradores. Isso facilitará no embasamento e deixará cada vez mais lógica a tomada de decisão. Um exemplo prático no dia a dia é ter parametrizado o rendimento dos seus funcionários, pois isso terá como retorno informações que permitirão melhorar o desempenho de determinando setor da empresa, a realocação do funcionário conforme suas atividades e até mesmo a sua demissão baseado em estatísticas.

6- Seja um líder

Antes de iniciar qualquer negócio, é importante ressaltar que algumas características serão necessárias ao longo do processo. A principal delas é a tomada de decisão do rumo do seu empreendimento, que veem atrelado ao senso de urgência e de responsabilidade que empreender tem. Em outras palavras, é necessário saber que decisões precisam ser tomadas, por mais complicadas que sejam. Mas como citado anteriormente, elas devem ser baseadas no máximo de dados possíveis e no estudo das tendências do mercado. Além disso, ter empatia, separar o lado profissional do pessoal e ter uma visão estratégica da empresa são passos essenciais que colocarão o seu negócio um nível a frente.

 

Uma dica extra, porém, uma das mais importantes para quem vai começar a empreender é que não há receita formula secreta ou receita logica para a sua ideia dar certo. Você irá errar, mas o segredo está em como você identifica o erro e conserta o mais rápido possível para que a sua empresa não sofra com essa mudança e sempre esteja antenada nas atualizações que o mercado está propondo e necessitando.

 

Essas foram algumas dicas para ajudar você que deseja começar a empreender no Brasil. Não se esqueça da importância de sempre se perguntar se a solução que você está propondo é uma demanda do mercado e tem um público-alvo disposto a pagar por ela. Continue acompanhando as nossas redes sociais para acompanhar matérias como essa. Entre em contato com a gente e veja a melhor solução para começar o seu negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *