Growth Hacking: como alavancar seu negócio

Growth Hacking: como alavancar seu negócio.

Primeiramente,  antes de entender como alavancar seu negócio com o Growth Hacking, é interessante saber que o método nasceu com Sean Ellis. Americano formado em Relações Internacionais, em meados de 2008, logo após ele descobrir a ausência de foco no crescimento dos profissionais de marketing.

Assim, ele percebeu que, para atingir as metas da empresa, era necessário buscar uma nova ferramenta.

Esse método tem uma abordagem analítica para traçar métricas, criar estratégias e tomar decisões.

Aplicando o Growth Hacking

Antes de partir para as macros etapas e hacks que podem ser considerados, deve-se definir sua NSM (North Star Metric), o momento AHA e saber se seu produto ou serviço é must-have.

  •         A NSM deve ser aquela métrica que capta da maneira mais precisa possível o core value que você entrega a seus clientes.
  •         O Momento AHA é como um momento de mágica, aquele em que o cliente percebe que o seu produto é indispensável para ele, um produto must-have. Um funil de vendas, para definir a jornada de compra, é uma ótima opção para essa etapa.

Por exemplo: se analisarmos o caso do WhatsApp, o momento AHA desse aplicativo é a capacidade de enviar um número ilimitado de mensagens a seus contatos. A NSM é, portanto, o número de mensagens enviadas.

Você pode estar pensando: “por que a NSM do aplicativo não é o número de usuários ativos por dia?”. Primeiramente, um usuário pode usá-lo todos os dias, mas ele também pode enviar uma única mensagem, logo esse não é o seu canal favorito de comunicação.

Para saber se seu produto é must-have, pode-se ser feita uma análise de público alvo com algumas perguntas, como: “O quão desapontado você ficaria se esse produto deixasse de existir?”. Se muitas pessoas responderem com “muito desapontado”, seu produto se encaixa.

O Processo do Growth Hacking, agora que já definimos nossas métricas é hora de começar o ciclo

Conclusão da análise

Por fim, é feito a análise de todos os dados gerados pelos usuários iniciais e assim tentar identificar grupos com características distintas, começando por separar, por exemplo, os usuários frequentes daqueles que quase nunca usam o aplicativo. Sua análise pode ser feita por meio de perguntas, pesquisa de mercado, análise de concorrentes etc.

Por exemplo, em uma rede de supermercados você poderia tentar responder as seguintes perguntas:

  •         Como se comportam os melhores clientes?
  •         Quais as características dos melhores clientes?
  •         Por que os usuários desistem de usar o meu produto?

Contato

Peça o seu diagnóstico gratuito e saiba como evoluir sua empresa

Outras postagens

Antes de um usuário virar cliente existe um caminho extenso. Por isso, é de extrema

Antes de um usuário virar cliente existe um caminho extenso. Por isso, é de extrema

Antes de um usuário virar cliente existe um caminho extenso. Por isso, é de extrema

Antes de um usuário virar cliente existe um caminho extenso. Por isso, é de extrema

A importância do User Experience (UX) Antes de um usuário virar cliente existe um caminho

A importância da integração entre os membros de uma empresa  A integração entre os membros